Investimento em renda variável: guia completo para você conhecer e saber investir

Descubra como investir na renda variável com nosso guia completo. Aprenda estratégias para conquistar seus objetivos financeiros.

Tempo de leitura: 9 minutos Compartilhar

Por: Trinus.Co

Investir em renda variável é um terreno de oportunidades e desafios para quem deseja ampliar os rendimentos. Se você deseja compreender como aproveitar ao máximo esse universo financeiro, este guia é para você. 

Vamos explorar desde o conceito fundamental da renda variável até as melhores práticas para começar a investir com segurança e confiança. Portanto, prepare-se para expandir seu conhecimento e elevar suas habilidades de investimento.

O que é renda variável?

A renda variável é uma categoria de investimento que se caracteriza por seus retornos imprevisíveis. Quando você decidir investir em renda variável, deve estar preparado para enfrentar uma realidade em que não é possível antecipar com precisão quanto seu dinheiro irá render ao longo do tempo. 

Essa imprevisibilidade é uma característica fundamental que diferencia essa tipologia de ativos daqueles de renda fixa, em que, neste último, os investimentos oferecem rentabilidade pré definida já no momento da compra, caso você fique com o título até o seu vencimento, é possível calcular com clareza o retorno que poderá obter até a data do resgate.

A impossibilidade da previsão de rendimentos presente na renda variável decorre da natureza volátil dos ativos que a compõem. Essa volatilidade significa que os retornos desses ativos podem oscilar significativamente devido a uma série de fatores. 

Elementos que influenciam na volatilidade da renda variável:

Alguns dos principais elementos que influenciam a volatilidade dos ativos de renda variável incluem:

Empresa ou Ativo 

A performance de uma empresa ou do ativo em que você investe, seja uma ação, commodity, imóvel ou moeda, pode ser afetada por seu desempenho financeiro, estratégia de negócios e mudanças de percepção do mercado, tal como situações ou notícias que possam colocar a imagem das mesmas em risco.

Cenário Econômico e Político

A situação econômica e política, tanto no âmbito local quanto no internacional, desempenha um papel crucial na determinação dos resultados dos investimentos em renda variável. Mudanças nas políticas governamentais, eventos econômicos e crises geopolíticas podem impactar drasticamente os mercados.

Setor de Atuação

O setor da economia em que a empresa ou ativo opera também é um fator relevante. Setores diferentes podem responder de maneira distinta às mesmas condições do mercado.

É importante compreender que, devido à constante mudança desses fatores ao longo do tempo, o que é lucrativo e bem-visto pelo mercado hoje pode se tornar menos atrativo em um curto espaço de tempo, a depender das situações que se consolidem. 

Portanto, não é possível prever com certeza qual será a visão e as decisões de agentes de mercado em relação ao ativo que você possui, uma vez que as circunstâncias esperadas podem vir a não se concretizar.

A volatilidade é uma característica inerente à renda variável, e isso é um movimento natural no mercado financeiro. Para aqueles que buscam obter lucros investindo em ações e outros ativos de renda variável, é fundamental aceitar e compreender os impactos desse risco no curto prazo. 

Entender o cenário de uma forma mais ampla, fazer análises sólidas e manter uma visão de longo prazo são elementos essenciais para mitigar o impacto emocional no processo decisório do investidor, resultando em escolhas de investimento mais assertivas.

Quais são os tipos de investimentos disponíveis em renda variável?

No mercado de renda variável, há uma ampla variedade de opções de investimento à disposição, proporcionando aos investidores formas de diversificar suas carteiras e buscar melhores rentabilidades. Agora, vamos explorar os principais tipos de investimentos nesta categoria:

Ações

Quando se pensa em renda variável, a bolsa de valores é o primeiro local que vem à mente. Neste mercado, os investidores adquirem títulos de participação em empresas de capital aberto, obtendo lucros pela valorização do ativo pela diferença entre os preços de compra e venda e, também, pela distribuição de lucro dessas empresas, ou seja, pelos dividendos, referentes à sua participação.

Encontrar empresas com potencial de crescimento é um bom diferencial, pois isso tende a elevar o valor das ações no mercado no longo prazo. Além disso, muitas empresas distribuem dividendos aos acionistas como uma forma adicional de remuneração.

Contratos Futuros

Os contratos futuros representam compromissos de compra e venda, em que uma das partes concorda em comprar bens a um preço pré-determinado, enquanto a outra se compromete a entregá-los em uma data específica pelo valor acordado. 

Um grande exemplo do tipo de negociação com Contratos Futuros remete às commodities, tais como milho, café e boi gordo, e, também, moedas estrangeiras como euros e dólares. As negociações ocorrem com base em parâmetros fixos, de acordo com as regras da bolsa.

Opções

As opções, que derivam das ações, oferecem aos detentores o direito de comprar ou vender determinadas ações no futuro a um preço já predefinido. Isso proporciona uma flexibilidade única aos investidores, permitindo que especulem sobre movimentos de preços sem necessariamente possuir as ações. 

As opções se dividem em dois tipos principais: calls (direito de compra) e puts (direito de venda).

ETFs (Exchange Traded Funds)

Os ETFs são fundos de investimento que buscam replicar o desempenho de índices específicos, como o Ibovespa, o principal índice de ações do mercado brasileiro. 

Essa abordagem permite aos investidores obter exposição de forma facilitada a uma ampla quantidade de ativos, proporcionando uma alternativa atrativa para quem procura diversificar sua carteira. 

A peculiaridade dos ETFs é que suas cotas são negociadas em bolsa, assemelhando-se ao processo de negociação de ações. Um fato interessante sobre esses produtos remete ao fato de que eles podem seguir índices nacionais ou internacionais, oferecendo uma opção interessante para quem busca diversificar sua carteira.

Câmbio

Investir em câmbio envolve aproveitar as diferenças cambiais para gerar lucros, seja comprando moeda estrangeira e aguardando uma valorização ou optando por fundos cambiais, que investem em moedas estrangeiras e oferecem uma exposição mais segura e rentável a esse mercado.

Outra estratégia de se expor a moedas estrangeiras, como o dólar, é a de proteger o patrimônio contra flutuações da economia brasileira.

Fundos de Investimento

Os fundos de investimentos são uma forma de várias pessoas se juntarem para investir em conjunto. Nesse sentido, um gestor profissional é contratado para tomar as decisões de investimento seguindo as regras do fundo.

Há no mercado ampla variedade de fundos de investimento, os quais podem incluir ativos de renda variável e renda fixa em suas carteiras. Fundos de ações, fundos cambiais e fundos multimercado são exemplos dessa vasta gama de possibilidades. A natureza da carteira de ativos determina se o fundo é considerado de renda variável ou não.

Fundos Imobiliários (FIIs)

Os FIIs permitem investir no mercado imobiliário de forma coletiva, acessível e facilitada. Esses fundos reúnem o capital de vários investidores para adquirir ativos imobiliários, como edifícios residenciais e comerciais, shoppings, galpões logísticos e loteamentos. Os resultados gerados pelos ativos são regularmente distribuídos aos cotistas, geralmente em periodicidade mensal.

Essas são algumas das opções disponíveis para investir em renda variável. Cada uma possui suas características e riscos específicos, portanto, é essencial compreender cada modalidade antes de investir, além de considerar suas metas financeiras e tolerância ao risco. 

A diversificação em diferentes tipos de ativos de renda variável pode ser uma estratégia inteligente para mitigar riscos e potencializar os retornos.

Diferenças entre renda variável e renda fixa

No mercado financeiro, a organização de estratégias coerentes com seus objetivos e seu perfil de investidor é crucial. Se você é mais conservador, o recomendado é priorizar investimentos mais seguros, enquanto para investidores mais ousados as inclinações são dadas para opções mais ousadas. 

Não é uma questão de aplicar tudo em ações ou 100% em títulos públicos, mas sim de equilibrar sua carteira de investimentos, expondo mais ou menos capital a cada categoria de acordo com seu perfil.

Aqui estão as principais diferenças entre renda variável e renda fixa:

Renda Fixa:

  • O retorno é mais previsível.
  • Carrega nível de risco mais controlado.
  • Normalmente, apresenta retornos menores.
  • É mais indicada para investidores conservadores.
  • Possui garantia do Fundo Garantidor de Créditos (FGC), em alguns casos .
  • É um investimento relativamente simples, não exige um nível de conhecimento e dedicação tão aprofundados e se dá em um cenário com menos variáveis.

Renda Variável:

  • O retorno é imprevisível.
  • Envolve riscos mais altos.
  • Apresenta potencial de retornos maiores.
  • É indicada para investidores mais arrojados.
  • Não possui garantias.
  • É um investimento mais complexo que pode envolver muitas variáveis e parâmetros de avaliação e acompanhamento.

4 dicas para escolher o melhor investimento 

Se você está pronto para fazer seu dinheiro trabalhar para você e se aproximar mais de seus objetivos financeiros, aqui estão quatro dicas para ajudá-lo a escolher o investimento certo:

Dica 1: Faça um Planejamento Financeiro

Entenda que o importante não é o quanto você ganha, mas o quanto consegue poupar. Mesmo com um orçamento apertado, é possível investir. Como fazer isso? Economizando. Reserve uma parte do que sobra após pagar suas despesas essenciais, como contas e alimentação, e trate o investimento como uma obrigação financeira, mesmo que em pequenas porcentagens.

Dica 2: Estabeleça Objetivos

Antes de começar, defina seus objetivos financeiros. Saiba por que deseja fazer seu dinheiro crescer, seja para comprar um carro, viajar, abrir um negócio ou alcançar independência financeira. Classifique esses objetivos por prazos, dos mais curtos aos mais longos, e estabeleça a quantia necessária para cada um.

Dica 3: Conheça seu Perfil de Investidor

É essencial conhecer seu perfil de investidor para alinhar seus investimentos aos seus objetivos, respeitando suas características pessoais. Existem três perfis: conservador, moderado e agressivo. Para descobrir o seu, faça um teste de suitability em sua corretora de valores, além de ser obrigatório para iniciar os seus investimentos, é simples, gratuito e avaliará sua tolerância ao risco. Use-o para orientar nas tomadas de decisão.

Dica 4: Explore os Tipos de Investimentos

Como vimos anteriormente, existem muitos tipos de investimento no mercado e cada um oferece características adequadas a diferentes perfis de investidores. Uma boa forma de diversificar sua carteira é por meio dos fundos de investimento, no entanto, é importante conhecer as particularidades de cada um para tomar decisões conscientes sobre onde alocar seu dinheiro.

Lembre-se de que investir é uma jornada que requer tempo, paciência e educação financeira. Pesquise, estude, mantenha-se atualizado e adapte seus investimentos conforme seus objetivos e situação financeira evoluírem. Ao seguir essas dicas, você estará no caminho certo para fazer seu patrimônio crescer e alcançar seus sonhos.

Posso ter sucesso investindo com pouco dinheiro?

Investir com um capital limitado é uma realidade para muitas pessoas, e a boa notícia é que sim, é possível ter sucesso investindo com pouco dinheiro. Uma das opções mais acessíveis e eficazes para construir um patrimônio a longo prazo é ingressar no mundo da renda fixa ou focar em ativos mais diversificados, com gestão profissional e histórico de ganhos.

No entanto, é importante ressaltar que, assim como qualquer investimento, nenhuma escolha está totalmente isenta de riscos. Se feito sem o acompanhamento adequado ou qualquer orientação ou estudo , o investidor corre o risco de enfrentar perdas significativas. 

Portanto, é fundamental se educar sobre investimentos, entender os ativos nos quais você está investindo e definir uma estratégia sólida que leve em conta seus objetivos e tolerância ao risco.

Uma estratégia inteligente para quem deseja investir com pouco dinheiro é diversificar seus investimentos. Isso pode ser alcançado por meio de fundos de investimento, que agrupam recursos de um grupo de investidores para aplicar em uma variedade de ativos. 

Isso permite que investidores com recursos limitados acessem oportunidades de investimento que, de outra forma, seriam inacessíveis.

Um exemplo de gestora que oferece alternativas de investimento em renda variável por meio de fundos é a Trinus.Co, que conta com a TG Core Asset, responsável pela gestão do FII TG Ativo Real (TGAR11), o maior fundo de desenvolvimento imobiliário do Brasil. 

Com o auxílio de gestores experientes e uma equipe especializada, o TGAR oferece uma oportunidade de se expor no mercado imobiliário, mesmo com recursos limitados. A cota do fundo é negociada na bolsa de valores por pouco mais de 100 reais, e pode ser adquirida por qualquer investidor. 

O fundo utiliza os recursos do seu patrimônio para investir em empreendimentos imobiliários de todo o Brasil. 

Além de ativos de crédito imobiliário, a Gestora foca a sua atuação no desenvolvimento imobiliário por meio de participação societária (equity), dessa forma, a obtenção de ganhos se dá por meio da construção e venda de unidades, em sua maioria residenciais, de loteamentos, condomínios fechados, incorporações, multipropriedades, resorts, e muito mais. 

Dessa forma, a Trinus.Co utiliza sua expertise para extrapolar a forma de atuação convencional, fornecendo serviços financeiros e imobiliários por meio de tecnologia, para auxiliar empreendedores imobiliários regionais em seus negócios e promovendo o desenvolvimento econômico e social de regiões em que atua. 

Portanto, fica claro que além da possibilidade de alcançar o sucesso financeiro investindo com pouco dinheiro, é possível contribuir para o desenvolvimento em nosso país. 

Contudo, é sempre importante reforçar que você precisará estar disposto a aprender, diversificar e procurar o suporte de profissionais experientes. Com o tempo e a disciplina, você pode construir um patrimônio significativo e se aproximar de seus objetivos financeiros.

Conteúdos inéditos
no seu email

Assine nossa newsletter e saiba mais sobre o mercado financeiro, imobiliário, empreendedorismo, cultura corporativa e muito mais.

A Trinus.Co é uma holding que oferece serviços financeiros e imobiliários por meio de tecnologia para potencializar nossos parceiros. Mais que uma plataforma, somos um ecossistema inovador para o empreendedor imobiliário, o investidor, o corretor e o comprador de imóveis, onde cada um deles se conecta às soluções para sua jornada. Deste modo, nos tornamos a maior parceira do empreendedor imobiliário regional. São algumas das empresas integrantes da Holding Trinus Co ( 21.009.700/0001-17): SERV GESTAO IMOB LTDA (28.788.205/0001-00) atividades de consultoria em gestão empresarial, com ênfase em serviços para mercado imobiliário; TG CORE ASSET (13.194.316/0001-03), gestora de carteiras de valores mobiliários autorizada pela CVM através do ato declaratório nº 13.148, de 11 de julho de 2013; a TRINUS CAPITAL DISTRIBUIDORA DE TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS S.A. (02.276.653/0001-23), uma distribuidora de títulos e valores mobiliários autorizada pelo BACEN; a TRINUS Sociedade de Crédito Direto S.A. (40.654.622/0001-58), sociedade de crédito direto devidamente autorizada pelo BACEN; e a SERV+ (28.788.205/0001-00), empresa de prestação de serviços financeiros e de governança imobiliária. Prezamos pelo atendimento regulatório e atuação ética, por isso, ressaltamos que as responsabilidades assumidas por cada uma das empresas da Trinus são distintas e inerentes às suas atividades, respeitando as licenças recebidas e as segregações físicas e lógicas necessárias. A Trinus.Co não comercializa nem distribui cotas de fundos de investimento ou qualquer outro valor mobiliário, atividade realizada pela Trinus DTVM, empresa autorizada e integrante do conglomerado. As informações contidas nesse site e nos sites das empresas referenciadas são de caráter exclusivamente informativo, para munir o investidor de informações para tomada de decisão de investimento. Portanto não constituem qualquer tipo de aconselhamento de investimentos, seja sobre fundos geridos por empresas relacionadas a Trinus.Co ou não, não devendo ser interpretado com essa finalidade.

Fale com a gente